FANDOM




Por Izabelle Cária e Arthur Bernardes

Naquele dia Gregor Samsa havia decidido que aprenderia a voar. Sua metamorfose acontecera havia pouco mais de três semanas e desde então sua distração consistia em andar pelas paredes e pelo teto de seu quarto. A descoberta dessa habilidade lhe trouxe maior aceitação quanto à sua mudança física, mas a possibilidade de voar lhe traria algo mais: a sensação de liberdade.

Gregor se transformara em um inseto, isso era fato. Suas asas eram frágeis para o tamanho do seu corpo, mas eram fortes o suficiente para sustentá-lo por um certo período de tempo.

Enquanto calculava como seriam feitas suas primeiras tentativas de voo, Grete, sua irmã, entrou disposta a alimentá-lo. Apesar de já conhecer o caráter dela, surpreendeu-se com sua dedicação para com ele: preocupa-se até em observar quais tipos de comida eu mais consumo.

Aquilo o fez refletir quanto ao seu papel na família. Por sustentá-la, quando caixeiro viajante, viu, nos gestos da irmã, um sinal de gratidão. Mas hoje, inútil por causa da transformação, concluiu que estava sendo egoísta em continuar naquela casa, habitando um cômodo que, mesmo sendo pequeno, ainda era grande se comparado ao tamanho de seu ocupante. Além disso, o mesmo poderia ser alugado para algum inquilino, o que geraria um dinheiro que a família utilizaria para cobrir suas despesas.

Grete saiu do quarto e fechou a porta. Assim, Gregor teve a privacidade para ensaiar seus vôos. Como seu corpo tinha a capacidade de cicatrizar-se mais rápido, pôde se arriscar em diferentes alturas, o que permitiu que ele aprendesse essa nova habilidade rapidamente.

Certo dia, Gregor acordou e percebeu que sua janela tinha sido deixada aberta. Provavelmente sua irmã percebeu o quarto muito abafado e fez aquilo a fim de arejá-lo um pouco. Mal sabia ela quais eram as intenções que passavam pelo pensamento de Gregor. Aquilo era a oportunidade propícia para sua fuga. Colocou-se no parapeito da janela e tentou observar a cidade. Sim, apenas tentou. Sua visão também tinha sido alterada pela metamorfose, agora enxergava tudo em preto e branco e apenas a uma curta distância. Esse fato também fomentou sua vontade de fugir: tinha curiosidade de ver melhor o movimento da cidade; talvez, quem sabe, pudesse conhecer outros insetos que na verdade eram pessoas que haviam sofrido a mesma transformação que ele.

Mas esses pensamentos foram subitamente interrompidos. Em um ato reflexo, as perninhas de Gregor se movimentaram rapidamente para frente, o que fez com que seu corpo se movesse também. Ele olhou para trás e percebeu que a janela havia sido rapidamente abaixada, numa tentativa de esmagá-lo. Através da vidraça, viu sua irmã.

Por que ela teria tentado fazer aquilo? Seria raiva por ele não ter mais condições de sustentar seu pai e ela? Seria inveja por não ter a mesma liberdade que ele agora tinha, de poder voar e não ter que trabalhar? Essas indagações surgiram imediatamente em seu pensamento. Assim como Grete poderia não ter sabido as intenções dele, ele agora não sabia o que se passava nos pensamentos dela. Mas de uma coisa ele teve a certeza: não fazia mais parte do mundo que se resumia à sua família e sim daquele conjunto de imagens descoloridas e turvas que há pouco tempo encarava.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.